09.10.08

Estamos na altura da atribuição dos Prémio Nobel.

Pessoalmente acho que acabam por ser um incentivo aos investigadores e não só a serem melhores. Porque no fundo beneficiamos todos nós.

Achei que devería partilhar esta noticia convosco porque... Porque achei imensa graça e aqui quem manda sou eu!!

 

"Estudo sobre saltos de pulgas é um dos prémios anti-Nobel deste ano.

Foram entregues na última quinta-feira os dez prémios anti-Nobel, que destacam estudos cientificos sérios, mas praticamente irrelevantes para as pessoas.
As pulgas dos cães saltam mais longe do que as dos gatos, uma ameba é capaz de decifrar um labirinto e as plantas têm dignidade.São estes alguns dos delirantes prémios Ig Nobel (ou anti-Nobel) entregues este ano, que foram anunciados na quinta-feira, em Harvard, Estados Unidos.
Um dos prémios foi para uma dupla brasileira da Universidade de São Paulo. Venceram a categoria Arqueologia devido a um trabalho sobre o impacto dos tatus nas escavações arqueológicas.
Na Biologia, venceram os os franceses Marie-Christine Cadiergues, Christel Joubert e Michel Franc, de Toulouse que realizaram um «estudo comparativo entre o desempenho do salto das pulgas de cães e gatos», que mostra que os insectos nos cães pulam mais.
Já o Comité Ético Federal suíço para a biotecnologia não-humana recebeu o IG Nobel da Paz, por «adoptar o princípio legal de que as plantas têm dignidade».
Na Medicina venceu Dan Ariely, da universidade americana Duke (Carolina do Norte), que confirmou as suspeitas de alguns psicanalistas de que «um falso remédio caro é mais eficaz que um barato».
Cinco pesquisadores japoneses e um húngaro mediram a capacidade de uma ameba para «resolver um labirinto», o que lhes valeu um anti-nobel em Ciências do Conhecimento.
Os IG Nobel são distribuídos há 18 anos na prestigiada universidade de Harvard e aspiram, não apenas a fazer rir, mas também a «fazer pensar».
Geoffrey Miller, Josha Tybur e Brent Jordan, da Universidade do Novo México, venceram a categoria de Economia, ao estudarem o impacto do ciclo de ovulação de uma stripper nas gorjetas que ela recebe.
O anti-Nobel de Química foi, curiosamente, para duas teorias contraditórias sobre o mesmo tema. Sharee Umpierre, da Universidade de Porto Rico, e Joseph Hill, de Harvard, foram recompensados por demonstrarem que «a Coca Cola é um espermicida eficaz».
Já Chuang-Ye Hong, da Escola de Medicina de Taipé a sua equipa de investigadores de Taiwan receberam a mesma recompensa por mostrar exatamente o contrário.
A estatueta de Nutrição foi para Massimiliano Zampini, da Universidade de Trento (Itália), e Charles Spence, de Oxford (Reino Unido), «por terem modificado eletronicamente o ruído de uma batata frita para enganar quem a consome, fazendo pensar que é mais crocante e fresca do que parece».
Os anti-nobel foram entregues por dois 'verdadeiros' Nobel, William Lipscomb (Química, 1976) e Frank Wilczec (Física, 2004).
A festa terminou com as palavras do organizador, Marc Abrahams, que desejou «melhor sorte» para os investigadores que saíram de mãos vazias, e mais sorte ainda para os que venceram mesmo um dos anti-Nobel."
Noticia retirada do site - SOL
Gostei particular-me do estudo sobre as pulgas e do estudo do impacto do ciclo de ovulação de uma stripper nas gorjetas que ela recebe!!!! Ambos os estudos são de uma profundidade sem palavras.
 
Como a noticia que vos dei ontem acho que esta tmbém fala por si...

 

sinto-me: Estupidificada!!!
Desabafado por Guitinha às 13:42
|  O que é?

E porque não?! Até é interessante... Secalhar não damos importância às coisas realmente importantes... Só às que conseguimos ver ou chegar lá...
Lúcia a 9 de Outubro de 2008 às 19:44

ahahahah o que eu me ri agora com esta noticia! São os máiores!
estouocupado a 15 de Outubro de 2008 às 16:17

Mais sobre a Gaja
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
15
16
18

19
22

26
27
31


Desabafos Arquivados
pesquisar
 
Malta que anda a cuscar a Gaja