18.08.08

Hj o dia n foi mau de todo.

Ontem jantei na Expo. Afoguei as mágoas do meu clube me ter deixado mal na sangria de champagne q estava mto boa. Mas n tava c mto espirito p noitadas...

Hoje arrastaram-me até á praia. Fui até ao Meco, praia q ainda n conhecia.

Tou mole...

 

Mas o meu estado de espirtio reflete-se na letra q vos deixo a seguir e q é a minha preferida. Lamento n colocar a musica em si mas ainda n sei como colocar. Se alguem souber avise.

 

"CHUVA"

As coisas vulgares que há na vida
Não deixam saudades
Só as lembranças que doem
Ou fazem sorrir

Há gente que fica na história
da história da gente
e outras de quem nem o nome
lembramos ouvir

São emoções que dão vida
à saudade que trago
Aquelas que tive contigo
e acabei por perder

Há dias que marcam a alma
e a vida da gente
e aquele em que tu me deixaste
não posso esquecer

A chuva molhava-me o rosto
Gelado e cansado
As ruas que a cidade tinha
Já eu percorrera

Ai... meu choro de moça perdida
gritava à cidade
que o fogo do amor sob chuva
há instantes morrera

A chuva ouviu e calou
meu segredo à cidade
E eis que ela bate no vidro
Trazendo a saudade.

 

by MARIZA

 

 

 

sinto-me: MOLE
tags: ,
Desabafado por Guitinha às 00:44
|  O que é?

Mais sobre a Gaja
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
13
15

17
20
22
23

24
25
27
28
29
30

31


Desabafos Arquivados
pesquisar
 
Malta que anda a cuscar a Gaja